Terroristas do futuro? Mais de 30 mil mulheres associadas ao EI estão grávidas

As atividades realizadas pelo grupo terrorista Estado Islâmico não incluem apenas as atrocidades do presente, mas também o planejamento do futuro. Segundo informações do portal Christian Post, 31 mil mulheres ligadas ao grupo estariam grávidas, e seus filhos estariam destinados a ser treinados e transformados na próxima geração de terroristas.

“O futuro das crianças nascidas e criadas dentro do Estado Islâmico é um problema sério e pertinente, que requer atenção imediata da comunidade internacional. Atualmente, existem 31 mil mulheres grávidas dentro do ‘califado’”, afirma o relatório do grupo antiextremista Quilliam Foundation, divulgado pelo Christian Post.

O relatório da Quilliam é resuldado de uma pesquisa de seis meses, conduzida por Noman Benotman e Nikita Malik, que reuniu, traduziu e analisou propagandas do Estado Islâmico que tratavam especificamente de crianças.

“Grande parte da mídia do Estado Islâmico envolvendo crianças menciona violência, seja no sentido de ter crianças participando ativamente de atos violentos, seja no de ter crianças expostas à violência, de modo a considerar esta normal”, diz o documento.

Além das milhares de grávidas – das quais, muitas são escravas sexuais -, o EI também tem como meio de aumentar o número de crianças o sequestro e a pressão para que os menores se juntem às forças terroristas. Diante disso, o relatório da Quilliam Foundation propõe que uma comissão seja montada para proteger as crianças dos perigos do EI – já que os danos causados a elas pode ser irreversível no futuro.

“Olhando para o futuro, é inevitável que essas crianças sofram de traumas físicos e mentais, além de doutrinação extremista sistemática”, conclui o documento.

 

Por Mariana Gouveia

Foto: mirror.co.uk

Gostou? Compartilhe nas redes sociais: