fbpx

Delação Premiada | YOLO | Devocional para adolescentes

Teens
Tags:

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. 1 João 1:9

Nos últimos dias, todos os meios de comunicação não noticiam outra coisa a não ser a corrupção em nossa política. Muita sujeira que ainda estava debaixo do tapete está sendo trazida a tona através dos “X9” ou, como é falado no âmbito jurídico, através das “Delações Premiadas”.

Sim, se você ainda tinha alguma dúvida quanto ao significado dessa expressão, é exatamente esse! Um culpado dedurando outro para obter alguma vantagem! Ou um delator em busca de um prêmio! E no caso, este pode ser a redução de um a dois terços da sua pena, o cumprimento dela em regime semiaberto, etc.

Apesar do sentimento de indignação que invade o nosso coração por sabermos que mesmo depois de tudo o que fizeram ao nosso país e ao nosso povo, alguns deles ainda terão vantagens por simplesmente terem entregado outros a justiça, sabemos também que a delação é prevista em nosso Código Penal desde 1999 e, que tem ajudado muitos juízes a solucionarem os seus casos.

Não sei você, mas às vezes me pego pensando se ainda teremos uma delação maior e melhor que todas essas que já ouvimos. Uma que irá desmascarar por completo tudo e todos. Mas penso também o que este delator pediria em troca dessa informação. A anulação total da sua pena? O perdão pelo envolvimento no crime? Seria revoltante! Teríamos um culpado sendo inocentado para que muitos culpados que estavam vivendo como inocentes fossem condenados.

A Justificação pelos nossos crimes

Quando penso em tudo isso, é impossível não olhar também para a minha vida. Não fui eleito para nenhum cargo público, muito menos desviei dinheiro de qualquer lugar que seja. Porém, da mesma forma, trazia comigo informações sigilosas, comprometedoras e criminosas. Mas fiz um acordo de delação premiada. Na verdade, o juiz me ofereceu. Então entreguei a ele todos os culpados, não deixei que nenhum deles escapasse. Meu coração foi o primeiro, seguido por minha mente. Entreguei também minhas mãos, meus pés, meus olhos, minha boca e meus ouvidos. Todos, sem exceção! Se os crimes eram grandes, maior foi o prêmio: justificação.

Não recebi apenas o perdão. Fui declarado justo, sem culpa alguma. Foi difícil de acreditar. Até que abriram a porta e me disseram: “Você tem uma nova vida, as coisas antigas já passaram!”. Voltei-me para o juiz para agradecer-lhe. Ele então me disse: “um inocente se fez culpado para que todos os culpados confessos pudessem ser inocentados”.

Então descobri que havia perdão pra mim. Descobri que havia perdão para os políticos. Descobri que havia perdão em Cristo, o único Justo, para todos aqueles que arrependidos, confessam os seus pecados e, decidem abandoná-los.

Oração:

Se você está arrependido dos seus pecados, confesse-os a Deus. Por causa de Jesus e, do seu sacrifício na cruz, encontramos perdão quando sinceramente entregamos nossa vida a Ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esboços Relacionados

Menu
X
X