fbpx

O cuidado pastoral Divino | Devocional no Salmo 23:1

DevocionalMensagensSalmo 23

“O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.” (Salmos 23:1)

Tenho uma imaginação bem forte e muitas vezes amigos próximos brincam comigo a respeito disso, mas gosto muito de fazer bom uso deste dom, se é que posso chamar assim já que acredito que tudo de bom vem do Senhor!

Quero poder imaginar aqui uma cena que não está relatada nas escrituras e por isso não podemos tomar como Palavra de Deus pois somente a inerrância existe nas Escrituras Sagradas e não nas minhas palavras, é claro! Mas quero aqui imaginar que Davi poderia ter escrito este salmo sentado em uma relva olhando ovelhas, mesmo que não as estivesse pastoreando, mas ele sabia muito bem o que era pastorear pois até mesmo já tinha arriscado sua vida no cuidado das que ele pastoreava quando jovem: “Então disse Davi a Saul: Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai; e quando vinha um leão e um urso, e tomava uma ovelha do rebanho, Eu saía após ele e o feria, e livrava-a da sua boca; e, quando ele se levantava contra mim, lançava-lhe mão da barba, e o feria e o matava. Assim feria o teu servo o leão, como o urso; assim será este incircunciso filisteu como um deles; porquanto afrontou os exércitos do Deus vivo. Disse mais Davi: O Senhor me livrou das garras do leão, e das do urso; ele me livrará da mão deste filisteu. Então disse Saul a Davi: Vai, e o Senhor seja contigo.” (1 Samuel 17:34-37)

Davi conhecia o valor de uma ovelha em seu coração de pastor, ele sabia os riscos que pagaria para garantir a segurança destas que estavam sob sua reponsabilidade, ele sabia as limitações das ovelhas e do que poderia ou não cobrar delas com seu cajado e vara. Ele estava sentado no meio da relva pensando em como poderia ser este relacionamento de ovelha com seu pastor o mesmo que o Senhor para com ele em suas lutas e tribulações. Davi começou a imaginar como pensaria uma ovelha pastoreada pelo melhor pastor de todos? Ele assim escreveu, e imagino que ao sair de sua mente estas palavras, seu coração se encheu de alegria e júbilo por chegar a uma conclusão, tão bela, tão poética e ao mesmo tempo tão profunda em termos de confiança, descanso e amor! Ele se sentia assim para com o Senhor!

Davi não se achava perdido sem direção, como vemos no coração do Senhor Jesus na seguinte passagem ao ver o povo de Israel: “E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor. Então, disse aos seus discípulos: A seara é realmente grande, mas poucos os ceifeiros. Rogai, pois, ao Senhor da seara, que mande ceifeiros para a sua seara.” (Mateus 9:35-38) Como imagino que deve ter doído o coração do Senhor Jesus ao ver ovelhas perdidas e sem direção! Estas ovelhas perdidas tinham suas vontades atendidas como vemos nos milagres feitos por Jesus, mas estas vontades eram aquelas que elas imaginavam que precisavam e não o que de fato estavam precisando que era a cura para suas almas e o guia para a eternidade.

Por isso, mesmo curando, alimentando, estando com eles e pregando para aquele povo o seu foco eram as almas que se perdiam e estavam perdidas na seara do mundo. O que faltava aquele povo era beber da água da vida, comer do pão que vem do céu e entrar pela porta estreita! O que faltava aquele povo não era o que eles achavam que precisavam como a mulher samaritana que pediu a água e Jesus disse que a água que ela queria a faria voltar a ter sede, mas a água da vida não faria mais isso a ela. Jesus poderia suprir a verdadeira falta deles e de fato nada os faltaria não do que eles queriam, mas do que eles realmente precisavam: “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6:33)

O cuidado pastoral e a provisão

Portanto meu amado leitor e irmão em Cristo quero te dizer que diante de tudo isso acredito que Davi pode ver que nada o faltava, pois o que ele tinha era o de melhor que precisava, que era o Senhor como Pastor e por isso ele pode escrever em grandes letras: O SENHOR É MEU PASTOR E NADA ME FALTARÁ!

Então quero terminar este devocional com uma frase de uma missionária que falou muito ao meu coração em um momento de crise e que guardo até hoje: “Deus prometeu suprir todas as nossas necessidades. O que não temos, não precisamos agora” (Elisabeth Elliot 1926-2015)

Deus nos abençoe e até a próxima!

1 Comentário. Deixe novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esboços Relacionados

Nenhum resultado encontrado.

Menu