DevocionalSalmo 51

A aversão a sujeira  | Devocional Salmo 51:9

Por 19 de julho de 2018 0 Comentários

“Esconde a tua face dos meus pecados, e apaga todas as minhas iniquidades.” (Salmos 51:9)       

Vivemos em uma época que certo segmento da fé evangélica se deleita nos testemunhos de outros irmãos com as mais diversas histórias. Você já deve ter ouvido falar de testemunhos dos mais estranhos aos mais fantásticos, dos que te abençoaram e até os que te fizeram rir de como ridículo foi a “história” contada. Triste saber que muitos apoiam sua fé nos testemunhos alheios, mas não firmam sua vida na Palavra de Deus e nos testemunho que Ele está construindo na vida de cada um de nós. Mais triste ainda é quando vejo pessoas se alegrando em contar suas vidas pregressas e algumas vezes sinto um certo prazer na fala delas a respeito da vida quer viviam como se fosse um troféu a ser mostrado e até desviam da maravilhosa obra que a graça fez nela! Antes de conhecer o Senhor Jesus tive sim uma vida que desonrou ao Senhor em escolhas do meu passado mas que hoje tenho como vergonha e até desejaria nunca ter passado por elas e por isso não estarei ostentando com um troféu mas me colocarei como nas Palavras do apóstolo Paulo: “Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.” (Romanos 7:24,25) 

Quero aqui deixar claro que existem pessoas que viveram vidas realmente de devassidão extrema e que Deus em sua infinita graça os retirou de lamaçais profundos e os limpou e os firmou na verdade e que hoje são símbolos de como a imerecida graça do Senhor transforma o homem! Mas quero aproveitar a fala do salmista para te fazer refletir sobre o teu sentimento acerca do teu pecado: 

“Esconde a tua face dos meus pecados, e apaga todas as minhas iniquidades.” (Salmos 51:9)       

“Esconde a tua face dos meus pecados”

Você já sentiu vergonha de ter feito algo a ponto de dizer a outra pessoa que nem sequer olhasse pra você? Você já sentiu vontade de sumir e colocar sua cabeça como avestruz no chão? Pois este é o sentimento do salmista em profunda vergonha de seu pecado e diante de alguém tão puro como o Senhor ele clama que o Senhor não olhe pra ele em seus pecados.  

“Apaga todas as minhas iniquidades.”

Você já desejou que algo nunca tivesse acontecido? Você já quis que o tempo voltasse e você não tivesse tomado determinada decisão? Pois é exatamente isso que o salmista está desejando aqui.  

Isto me leva a entender que ele tem pelo seu pecado um sentimento de repugnância e não uma coroa ou troféu para ostentar, mas algo que ele desejaria muito esquecer e que nunca tivesse acontecido. Por isso meu irmão eu te pergunto neste momento. Como você se lembra do seu pecado? Você se orgulha dele ou sente vergonha e repugnância? Saiba que foi o teu pecado que levou o Senhor Jesus para cruz! Foi o seu pecado que cravou os pregos nas suas mãos e a coroa de espinho em sua cabeça! Então não se orgulhe daquilo que levou o teu melhor amigo para morrer na cruz. Arrependa-se deste sentimento horrível e apegue-se no desejo pela santidade ao Senhor como alvo e entregue-se a graça que pode te transformar e com certeza para o perdão do Senhor ele não levará mais em consideração os seus pecados mas vai te lavar e se relacionar com você como alguém que Ele comprou com seu sangue e limpou para estar com ele todos os dias até a eternidade! 

 

Deus nos abençoe e até a próxima!         


Já se inscreveu para a Consciência Cristã 2019? Inscreva-se gratuitamente aqui

Lázaro Layson

Lázaro Layson

Pastor Lázaro Layson, Vocacionado por Deus para pastorear a Igreja Batista da Graça, Bacharel em Teologia com especialização em Pregação Expositiva e Aconselhamento Biblico, Chamado a ser sal da terra e luz do mundo como Consultor Empresarial e Professor com Bacharelado em Engenharia Mecânica e Especialista em Gestão de Projetos. Casado com Michelly Suellen e pai de Sarah, Lazaro Filho e Samantha Abigail.

Deixe seu comentário