Discipulado

Como orar?

Por 6 de janeiro de 2018 One Comment

A oração é uma parte vital da vida cristã. Por meio da oração, nos mantemos em comunhão com Deus, levamos a ele nossas necessidades e recebemos resposta para nossos anseios.

Discípulos de Jesus precisam saber orar. Em um mundo caótico e conturbado como o nosso, a oração é uma arma de guerra para transformar a realidade ao redor.

Não temos a intenção de fazer uma elaborada teologia da oração, mas de tratar deste tema de forma simples e pontual, de tal forma que você se sinta incentivado a falar com Deus com muito mais frequência, e que seus momentos de oração sejam mais agradáveis.

O que apresentarei à seguir são alguns tópicos que considero importantes na oração.

ORE TODOS OS DIAS

Em 1 Tessalonicenses 5:17 encontramos um pequeno, mas sumamente importante mandamento: “Orai sem cessar”.

A primeira coisa que você tem que saber sobre a oração é que você não pode viver sem ela.

A oração está para a alma, assim como a alimentação está para o corpo. Da mesma forma que o seu corpo, se não for corretamente alimentado, adoecerá, assim também é a sua alma se não for corretamente cuidada.

Em Efésios 6:18, lemos o seguinte: “Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito”. Orar o tempo todo pode parecer difícil se você pensar na oração apenas como um momento ajoelhado diante de Deus, mas pode ser fácil se você pensar nela como uma conversa com Deus que você vai tendo ao longo do dia.

Você pode iniciar seu dia com alguns minutos de oração, e durante o dia, nos intervalos entre os afazeres do trabalho, no transito, ou diante de cada situação difícil que se apresenta, fazer breves orações a Deus.

ORE COM SUAS PALAVRAS

Em Mateus 6.7, lemos: “E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos”

Sabe aquela oração bonita e pomposa que você ouviu de alguém e agora você vive tentando orar como aquela pessoa? Esqueça isso: Não adianta orar com palavras bonitas, se estas palavras não forem primeiramente sinceras.

Quando oramos, devemos nos lembrar que, por causa do que Jesus realizou na cruz, Deus agora é nosso amigo próximo. Não devemos vê-lo apenas como um Criador zangado, mas como um pai amoroso que deseja ouvir seus filhos e se relacionar com eles.

ORE ADORANDO

A oração do Pai Nosso é uma espécie de oração modelo da cristandade. Apesar dos discípulos nunca terem repetido aquela oração, os princípios nela contidos (orar a Deus como pai, orar por seu Reino, pedir o pão de cada dia) estão presentes em nossas orações.

Uma curiosidade da oração do Pai Nosso é que ela começa com adoração: “Pai Nosso que estás no céu, santificado seja o Teu Nome” (Mateus 6.9) e termina com adoração: “porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém” (Mateus 6:13).

Parece que a adoração era uma parte muito importante da oração, e você pode passar um tempo elogiando Deus e desfrutando da sua presença.

ORE CONFESSANDO PECADOS

No Salmo 19:12, o salmista pergunta: “Quem pode entender os seus erros?”, e em seguida responde: “livra-me tu dos que me são ocultos”.

Mesmo após convertidos, somos suscetíveis a pecar. Lutamos contra o pecado, mas eventualmente caímos nele.

Veja o que está escrito em 1 João 1:8,9:

“Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça”.

Use o momento da oração para reconhecer suas faltas diante de Deus e pedir forças a ele para vencer as tentações que se apresentam.

ORE INTERCEDENDO

Em Jó 42:10 lemos que: “O Senhor, pois, virou o cativeiro de Jó, quando este orava pelos seus amigos”. A oração é uma oportunidade para pedir a Deus por aquelas pessoas que você ama.

Você pode orar por parentes, pelo seu pastor, pelos membros da sua igreja, pelos necessitados, para que haja salvação em sua cidade, pelo fim da corrupção, ou até mesmo criar uma lista com estes pedidos para não esquecer de nenhum.

Ore com fé, e lembre-se que “a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tiago 5:16). Recorde que nós, embora achados injustos em nós mesmos, somos considerados justos por causa de Cristo.

ORE AGRADECENDO

Você já ajudou alguém que estava na pior, e aí quando essa pessoa deu a volta por cima, simplesmente se esqueceu de você? Pois é exatamente assim que nós agimos com Deus. Clamamos a Ele quando tudo está ruim, e quando a calmaria vem, nos esquecemos de quem nos ajudou a chegar até ali.

Use o tempo de oração para agradecer.  Em 1 Tessalonicenses 5.18 está escrito: “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”, e em Colossenses 3.15 diz: “a paz de Cristo, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos”.

Mesmo quando as coisas estão difíceis, ainda é possível encontrar motivos para agradecer. Se você tem um teto, se você tem comida, se você respira… enfim, tudo o que temos neste mundo, até as coisas mais singelas, são presentes de Deus para nossas vidas, portanto, agradeça.

ORE PELO REINO

O Reino de Deus significa o governo de Deus sobre todas as coisas. Segundo a bíblia, ele já está presente por causa da igreja, mas se manifestará na sua totalidade em algum ponto do futuro.

Assim, orar pelo Reino significa orar pelos projetos de Deus em ação no mundo. Você ora pelo reino quando roga pelos missionários, quando intercede pela igreja perseguida, quando pede a Deus que abençoe a plantação de igrejas e que levante obreiros para trabalhar na missão dele.

Oramos pelo reino quando pensamos menos em nós mesmos e mais em Deus e sua vontade, e no próximo com sua necessidade.

ORE EM NOME DE JESUS

Em João 14:13-14, o próprio Jesus disse: “E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei”.

Algumas pessoas quando leem este versículo concluem que o nome de Jesus é uma espécie de abracadabra que quando acrescentado ao final de uma oração, pode garantir que a mesma será atendida. Isso é totalmente falso. Veja o que diz em 1 João 5.14-15:

“E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe fizemos”.

A oração que é atendida é aquela que é realizada em conformidade com a vontade de Deus. Ele sabe o que é melhor para nossas vidas, e é para nosso cuidado que ele atende algumas orações, e deixa de atender outras.

O que significa orar em nome de Jesus? Significa orar confiando nos méritos de Jesus, e não nos nossos próprios esforços. Quando pedimos algo “em nome de Jesus”, estamos declarando: “Senhor, eu sei que eu não sou digno de ser ouvido, e nem de receber o que eu te peço, mas é confiando no mérito do seu Filho Jesus que eu lhe peço esta benção e creio que receberei”.

Embora seja lícito orar tanto ao Filho quanto ao Espírito Santo, a forma de oração mais comum na bíblia é aquela que é dirigida ao Pai, em nome de Jesus, e pelo poder do Espírito Santo.

 

PERGUNTAS:

1. Por que é importante orar?

2. Como NÃO devemos orar?

3. Como eram suas orações antes deste estudo, e o que mudará daqui para frente?

4. Porque é importante orar “no nome de Jesus”?

Deixe seu comentário