A maneira de conhecer uma pessoa é pela palavra e pelas ações desta pessoa. Da mesma forma, para conhecer a Deus, é preciso conhecer sua Palavra e sua ação no mundo. Sua palavra nós podemos conhecer na bíblia e suas ações estão refletidas nos atributos ali revelados.

Vejamos alguns atributos e revelações bíblicas sobre Deus:

DEUS É AMOR

De todas as qualidades de Deus, talvez a mais conhecida delas seja o amor. De fato, em 1 João 4:8 está escrito: “Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor”.

Deus é amor, mas isso não significa que ele ame da mesma forma que nós amamos. Nosso amor é humano e imperfeito, e por isso pode esquentar ou esfriar. No entanto, o amor de Deus é perfeito.

Jamais haverá um dia em que ele nos ame mais, e também nunca haverá um dia em que ele nos ame menos.

Mesmo sendo falhos e pecadores, Deus escolheu relacionar-se conosco e assim demonstrar o seu amor. Como está escrito em Romanos 5.8: “Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores”.

Este amor voluntário e incondicional de Deus o torna ainda mais desejável para nós. É por isso que lemos em 1 João 4.19: “Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro”.

DEUS É ETERNO

A palavra “eterno” significa, em seu sentido perfeito, aquilo que é “perpétuo, sem começo e sem fim”. É exatamente assim que a Bíblia descreve Deus.

No Salmo 90.2, lemos: “Antes de nascerem os montes e de criares a terra e o mundo, de eternidade a eternidade tu és Deus”. A expressão “de eternidade à eternidade” significa que Deus não tem começo e nem fim. Ele simplesmente existe desde sempre e para sempre.

Leia Apocalipse 1.8: “Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso”. Alfa e Ômega são a primeira e a última letra do alfabeto grego. Com isso, o Senhor está falando acerca da sua eternidade.

Jamais houve um momento na história em que Deus não existiu, e jamais haverá um momento em que ele não existirá.

DEUS É CRIADOR

O primeiro texto da bíblia (Gn 1.1) declara: “No princípio criou Deus o céu e a terra”. Ele é o criador de todo esse universo material.

Em Hebreus 11.3, lemos “Pela fé compreendemos que o Universo foi criado por intermédio da Palavra de Deus…”. Para criar o mundo, Deus não precisou usar nenhuma coisa pré-existente. Ele usou apenas a sua palavra.

Veja o Salmo 33.9: “Pois ele falou, e tudo se fez; Ele ordenou, e tudo surgiu”. Por ser o criador, ele é também o legítimo dono de todas as coisas: “Ao SENHOR pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam” (Salmo 24:1).

DEUS É SUSTENTADOR

Deus não criou a bíblia como um fabricante que cria um relógio de corda, lhe dá partida, e logo o abandona. É Ele que dá sentido ao universo e faz com que todas as coisas funcionem.

Em Colossenses 1.17 lemos: “E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele”. Isso significa que toda a criação depende de Deus para continuar existindo, e ele é a fonte de vida, energia e sustento de tudo o que há.

Isso fica claro também em Atos 17:24,25, onde lemos:

“O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas”.

Por ser ele o criador, e também o sustentador de todas as coisas, ele é digno de ser adorado por todas as suas criaturas.

DEUS É SANTO E PURO

Em Isaías 6:3, os serafins (lit. anjos ardentes) que estavam diante de Deus, o louvavam dizendo: “Santo, santo, santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória”. Mesmo estes seres de natureza celestial reconhecem facilmente a elevação da santidade de Deus.

A palavra Santo significa “separado”. Portanto, ao dizer que Deus é santo, estamos dizendo que ele é totalmente separado do pecado.  Ele é totalmente afastado de qualquer mancha moral.

Nós todos somos pecadores, como bem sabemos, mas o Senhor é totalmente incontaminado. Como está escrito no livro do profeta Samuel (1 Sm 2.2), “Não há santo como o Senhor”.

Em Habacuque 1.13, o profeta declara acerca de Deus: “Tu que és tão puro de olhos que não podes ver o mal, e que não podes contemplar a perversidade…”

DEUS É JUSTO

Deus também é justo. Isso significa que ele é totalmente incapaz de cometer nenhuma injustiça.

O Salmo 9:8 revela que Deus é o juiz do mundo: “Ele mesmo julga o mundo com justiça; governa os povos com retidão”. No salmo 71.19, lemos: “Tua justiça chega até as alturas, ó Deus, tu, que tens feito coisas grandiosas. Quem se compara a ti, ó Deus?”

Como Deus é santo e justo, ele não pode simplesmente coadunar com o pecado dos homens. Olhe o que diz o Salmo 7:11-13:

“Veja Deus é um juiz justo, um Deus que manifesta cada dia o seu furor. Se o homem não se arrepende, Deus afia a sua espada, arma o seu arco e o aponta, prepara as suas armas mortais e faz de suas setas flechas flamejantes”.

Este versículo cheio de poesia hebreia nos diz que Deus, por causa da sua justiça, não deixará impune os pecados dos homens, como está escrito em Naum 1.2-3:

“O Senhor é Deus zeloso e vingador; o Senhor é vingador e cheio de furor; o Senhor toma vingança contra os seus adversários, e guarda a ira contra os seus inimigos. O Senhor é tardio em irar-se, mas grande em poder, e ao culpado não tem por inocente; o Senhor tem o seu caminho na tormenta e na tempestade, e as nuvens são o pó dos seus pés”.

O trecho que diz “ao culpado não tem por inocente” se repete outras duas vezes na bíblia (Ex 34.7, Nm 14.18).

Assim como um juiz terreno não pode simplesmente soltar um criminoso sem que ele pague por seu crime, da mesma forma Deus não pode simplesmente passar por alto o pecado, sem que antes se faça justiça.

DEUS É TRINO

A bíblia afirma que existe apenas um Deus. Deuteronômio 6.4 diz isso de uma forma muito clara: “Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor”.  No entanto, os cristãos acreditam que este único Deus subsiste em 3 pessoas diferentes: Pai, Filho e Espírito Santo.

A afirmação de que três pessoas diferentes são um único Deus pode parecer contrária a nossa lógica, mas devemos lembrar que nosso raciocínio foi manchado pelo pecado e não somos capazes de entender todas as revelações do Senhor. Certas verdades das Escrituras são muito mais fáceis de crer, do que entender.

A revelação da trindade aparece muitas vezes no Antigo Testamento. O primeiro versículo da bíblia afirma que “No princípio, Deus criou…” (Gn 1.1). A palavra hebraica que é traduzida por Deus nesta passagem é Elohim, que é um substantivo plural. Isso porque este Deus que criou o universo, embora um, é uma pluralidade de pessoas.

Em Genesis 1.26, no episódio da criação do homem, lemos: “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança”. O uso do plural neste texto indica que as três pessoas da trindade (Pai, Filho e Espírito) estavam presentes na criação.

A mesma coisa acontece em Gênesis 11:7, no episódio da torre de Babel, quando Deus criou a diversidade de idiomas humanos. Ele diz: “Desçamos e confundamos ali a sua língua, para que não entenda um a língua do outro”. O uso do plural indica que havia mais de uma pessoa envolvida neste ato.

Cada membro da trindade é plenamente Deus, contudo, existe subordinação entre as pessoas da trindade. A bíblia mostra que o Espírito é subordinado ao Pai e ao Filho, e o Filho está sujeito ao Pai. Contudo, cada um dos membros da trindade desejam a mesma coisa.

Na história humana, embora todas as pessoas estejam envolvidas em todos os atos criativos e redentores, sempre há alguém que “protagoniza”. Assim, dizemos que o Pai é criador, o Filho é o Salvador e o Espírito é Santificador.

 

PERGUNTAS

1. Qual era sua ideia de Deus antes deste estudo, e o que mudou após?

2. Dos atributos de Deus, quais te chamaram mais a atenção? Por quê?

3. Que outros atributos de Deus não estão na lista, mas que você considera importantes. Por quê?

4. Por que Deus não pode simplesmente ignorar os pecados dos homens?

5. Fale-me sobre a trindade.

6. Como está sua relação com Deus?

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe um comentário aqui
Por favor, coloque seu nome aqui