“Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.” (Salmos 1:2)
“Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.” (Salmos 1:2)

“Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.” (Salmos 1:2)

 

Depois de entendermos o que o homem bem-aventurado não faz, e como ele se afasta daquilo que os ímpios, os pecadores e os escarnecedores o oferecem, vemos agora, em contraste, o que este homem busca e faz.

Este homem tem o seu prazer na Lei do Senhor e não apenas em um reflexo desta Lei, um dia na semana de reflexão ou um evento religioso por vez, mas ele tem esta Lei de modo que o permita meditar de dia e de noite!

O salmista nos mostra que o homem que conhece a verdadeira felicidade, sente-se bem diante da Lei, tem prazer nela, e acredito que não porque esta Lei massageie o ego dele ou fale as coisas que ele quer ouvir mas porque esta Lei o confronta em seus erros, o confirma em seus acertos e traz a esperança na medida certa para sua vida.

O homem que tem prazer na Lei do Senhor

O homem que tem prazer na Lei do Senhor é como o homem sábio em provérbios:

“O que ama a instrução ama o conhecimento, mas o que odeia a repreensão é estúpido.” (Provérbios 12:1)

“O filho sábio atende à instrução do pai; mas o escarnecedor não ouve a repreensão.” (Provérbios 13:1)

“Os ouvidos que atendem à repreensão da vida farão a sua morada no meio dos sábios. O que rejeita a instrução menospreza a própria alma, mas o que escuta a repreensão adquire entendimento. O temor do Senhor é a instrução da sabedoria, e precedendo a honra vai a humildade.” (Provérbios 15:31-33)

A Sabedoria e a Lei do Senhor

Por este motivo para o sábio até a repreensão da Lei do Senhor é saúde para as alma e isto ele ama pois o torna ainda mais sábio em seu caminho! Ó quanto prazer existe na Lei do Senhor!

Mas o homem que não é sábio odeia verdade das Escrituras e principalmente quando esta fere seu padrão de justiça próprio ou sua opinião, como vemos no seguinte texto: “Não repreendas o escarnecedor, para que não te odeie; repreende o sábio, e ele te amará. Dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio; ensina o justo e ele aumentará em entendimento. O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo a prudência.” (Provérbios 9:8-10)

Com estes textos em mente, podemos perceber que o homem que teme ao Senhor é o que tem prazer em sua Lei e este se torna sábio em sua caminhada e próspero em suas decisões pois estão apoiadas na sabedoria divina.

O prazer que está na Lei do Senhor não se trata de um prazer carnal egoísta ou que nos coloca no centro da vida, mas um prazer que faz nosso entendimento encontrar o descanso e a certeza de que estamos no rumo certo na obediência a vontade do Senhor e que guarda nossa alma da ansiedade, medo e tristeza.

Se relacionando com a Lei do Senhor

Outro fato colocado pelo salmista, além deste de que somos confrontados por esta Lei do Senhor, é de que maneira nos relacionamos com ela.

Preciso que você entenda que relacionar-se com esta Lei de modo religioso não vai garantir a felicidade proposta pelo texto pois o texto é claro quando diz que medita dia e noite!

É claro que ele não está falando de nosso culto do fim de semana, ou da reunião de oração, ou do seu devocional diário na palavra pois se for assim não seria dia e noite como o texto quer dizer.

Não estou dizendo que nestes momentos não temos a meditação da Palavra do Senhor, obviamente que temos mas quero ir mais além e te fazer entender que esta palavra não se trata de um momento na vida do salmista mas de uma condição de pensamento, ou seja, o que vem depois dos momentos sentados com a Palavra!

Meditação na Palavra do Senhor

A palavra hebraica dá o sentido de internalização e raciocínio para fins espirituais, ou seja, no meu entendimento a palavra meditação nos dá o significado de que esta palavra não traz apenas algo momentâneo mas muda a forma de raciocínio do salmista e sua maneira de enxergar o mundo a sua volta e suas ações.

Esta meditação promove mudança no mecanismo de pensamento do salmista de modo que suas decisões, pensamentos, e ações durante o dia são pautadas nesta palavra e constantemente ele leva em consideração a Lei do Senhor em seus raciocínios.

Isto sim é meditar dia e noite na lei do senhor! É ter o contato com a Palavra e levar esta Palavra para sua vida prática e não apenas na hora do culto!

Você tem sido bem-aventurado/a?

Portanto meu irmão e irmã, você tem sido este bem aventurado?

Como você tem se relacionado com a Palavra do Senhor? O

que ela tem causado de efeitos na tua forma de enxergar o mundo e agir no mundo?

Ela tem te corrigido, animado, dado esperança e até mesmo trazido tristeza segundo Deus que opera o arrependimento?

Se você quer ser bem aventurado, ou seja, feliz em seus caminhos então fuja dos 3 estilos de vida anterior e corra a procura da Lei do Senhor e medite nela dia e noite e tenha nela o prazer de mergulhar!

Busque ao Senhor e ele estará pronto para te fazer entender o caminho da procura pela felicidade!

Deus nos abençoe e até a próxima!

Lázaro Layson

Pastor Lázaro Layson, Vocacionado por Deus para pastorear a Igreja Batista da Graça, Bacharel em Teologia com especialização em Pregação Expositiva e Aconselhamento Biblico, Chamado a ser sal da terra e luz do mundo como Consultor Empresarial e Professor com Bacharelado em Engenharia Mecânica e Especialista em Gestão de Projetos. Casado com Michelly Suellen e pai de Sarah, Lazaro Filho e Samantha Abigail.

Deixe seu comentário