MensagensPreletores

4 Perfeições da Palavra de Deus

Por 9 de janeiro de 2018 0 Comentários

Quais são as características da Palavra de Deus que a tornam uma ferramenta tão útil e uma arma tão poderosa nas mãos do Espírito Santo? Hebreus 4.12 e o Salmo 19.7-9 abordam este tema diretamente. Em Hebreus 4.12 aprendemos que a Palavra de Deus é viva e eficaz. No Salmo 19.7-9 aprendemos que a Palavra de Deus é perfeita e segura; reta, pura e limpa; seus mandamentos são verdadeiros e justos.

A PALAVRA DE DEUS É VIVA E EFICAZ

Viva significa “cheia de vida”. Esta vida da Palavra de Deus é a vida do próprio Deus, porque assim como Deus é, assim também é a Sua Palavra. Essa vida também é poder ou energia, um poder para ser usado em sua obra. A vida da Palavra de Deus se aplica aos seus propósitos: “Minha palavra… não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei” (Isaías 55:11). Como uma semente viva, a Palavra de Deus tem o poder de frutificar na vida dos crentes, como descreve a parábola do semeador, onde “a semente é a Palavra de Deus” (Lucas 8.11). Devido a que a Palavra de Deus “vive e permanece para sempre” (1 Pedro 1:23), sua vitalidade e potência não diminui com o passar do tempo. Assim, os crentes podem descobrir juntamente com Martinho Lutero que “a Bíblia está viva, me fala; tem pés, e me segue; tem mãos, me pega”. A Bíblia não é moderna ou antiga. Ela é eterna.

A PALAVRA DE DEUS É PERFEITA E SEGURA

Por um lado, a Palavra de Deus é perfeitamente completa. Ela é tudo aquilo que Deus quer que ela seja. É como a perfeição orgânica da rosa, e não a perfeição mecânica de um motor de combustão interna, por exemplo. A primeira é perfeita e completa em todas as etapas do seu desenvolvimento; o segundo é o resultado de muitas tentativas e erros durante o esforço criativo. A implantação histórica da redenção também é a implantação histórica da revelação. Em cada ponto, a Palavra de Deus deu aos crentes tudo o que eles precisavam para sua vida e fé.

A palavra de Deus também está livre de qualquer imperfeição ou defeito introduzido pela mão humana. Porque é perfeita, também é segura. Como um testemunho fiel, ela é verdadeira e digna de confiança. A Palavra de Deus também é segura como revelação do que o homem deve crer acerca de Deus e como norma do que Deus requer do homem. Como Deus “não muda” (Malaquías 3.6), sua Palavra também permanece para sempre segura como verdade imutável e inalterável. “Para sempre, ó Senhor, a tua palavra permanece no céu” (Salmos 119: 89).

A PALAVRA DE DEUS É CORRETA, PURA E LIMPA

Aqui está a declaração do Antigo Testamento sobre a doutrina da infalibilidade bíblica. A Palavra é correta ou justa, porque ela não se desvia da perfeita conformidade de qualquer estândar com o qual a verdade possa ser medida. A Palavra é pura como uma luz clara e brilhante. Aqui está uma lâmpada que não pisca, cujos raios perfuram as profundezas da escuridão humana. A Palavra é limpa porque é livre de toda corrupção e de tudo que corrompe ou contamina.

A PALAVRA DE DEUS É VERDADEIRA E JUSTA AO MESMO TEMPO

Para ser mais precisos, a Palavra de Deus é a verdade (Salmo 19.9; compare com João 17.17). É um livro de verdade, sem mistura, falsidade ou erro. E da mesma forma, ela também é um livro de justiça do começo até o final. Ela é justa em tudo o que exige do homem como criatura e servo de Deus, justa no juízo que pronuncia contra toda impiedade e injustiça dos homens, e justa na promessa que estabelece de justificação pela fé e paz com Deus por meio do nosso Senhor Jesus Cristo.

Por Joel Beeke. Traduzido do TGC, por Léo Gonçalves.

Joel Beeke é pastor, escritor,doutor em teologia da Reforma e Pós-Reforma pelo Seminário Teológico de Westminster. Presidente e professor de Teologia Sistemática e Homilética no Seminário Teológico Reformado Puritano.


Já se inscreveu para a Consciência Cristã 2019? Inscreva-se gratuitamente aqui

Deixe seu comentário