Teens

Tô de mal, tô de bem | Creio em Ti

Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. Romanos 5:8 

 

Não é porque você não vê, que algo deixou de existir. Foi a surpresa que tive ao entrar em uma escola com crianças de aproximadamente sete anos e, ver uma cena que já não via desde os meus sete anos. Um menino entrelaçou os dedos das suas mãos e virando a palma para o seu coleguinha disparou: “Mal, mal, to de mal”.

Se você ainda acreditava que tinha sido o seu colega o inventor desse gesto, eu preciso te contar: não foi! Ele existe desde 1500 AC. E pelo jeito, vai continuar existindo até Cristo voltar! Sinceramente, queria saber quem são os responsáveis por zelar para que o gesto não se perca! Deve ter uma equipe de crianças infiltradas na escola para fazer isso! A equipe do “mal, mal, to de mal”.

Mas calma! Se a equipe existe, ela não é tão má assim! São no máximo bipolares. A brincadeira possui um outro gesto, muito semelhante, porém ao invés de virar a palma da mão para o coleguinha, os próprios dedos entrelaçados é que são mostrados e uma nova frase é dita: “Bem, bem, to de bem”. No mesmo dia, você pode ficar de bem e de mal várias vezes com a mesma pessoa. Fiquei pensando como essa brincadeira reflete a nossa vida e o nosso sentimento pelo outro. Talvez porque já aprendemos enquanto criança a sermos assim.

Hoje estamos de bem, amanhã de mal. Hoje dizemos que amamos. Amanhã não suportamos olhar no olho. Hoje dizemos que por ele(a) entregamos a nossa vida. Amanhã não somos capazes de perdoar uma falha. Nosso amor é fraco, falho e instável. Precisamos prova-lo e sermos provados constantemente. Nesse devocional temos falado sobre a nossa missão nessa terra: fomos criados para amar a Deus, nosso Pai.

Porém, vimos que o nosso pecado nos distanciou dos Seus caminhos e da sua presença. Nossas escolhas, atitudes e pensamentos revelam isso. Estamos perdidos! Porém, o amor do Pai nunca nos abandonou! E o amor dEle não é como o nosso – ainda bem! O amor dEle é forte, perfeito e constante. O amor dEle não muda. Talvez você não esteja conseguindo ver. Talvez você esteja pedindo a Ele que prove.

Mas saiba: Ele já provou. Como Pai, Ele enviou o Seu único filho, Jesus, para morrer em seu lugar. E Ele fez isso sem que você merecesse. Ele fez isso por Amor. Ele entregou o Seu filho amado que não possuía pecado algum para morrer no meu e no seu lugar, no lugar de pecadores que haviam virado as costas pra Ele. Você consegue imaginar esse amor? Consegue imaginar um pai entregando o seu filho para morrer no lugar de pessoas que não se importam com Ele, que não o conhecem e que não o amam? Foi isso que Deus, o pai, fez!  

 

Oração

Peça perdão a Deus pelas vezes em que você pediu a Ele que provasse novamente o Seu amor por você. Agradeça a Ele por ter te amado mesmo quando você não se importava com Ele. Abra seu coração e diga a Ele quais são os seus planos diante desse amor tão grande que você recebeu. 

Diego Guerzoni Brusamolim (Xero)

Diego Guerzoni Brusamolim (Xero)

Casado com Camila e pai da Manuela. Presbítero da Igreja Presbiteriana do Brasil em Santa Rita do Sapucaí - MG, onde desenvolve junto de sua esposa um ministério com adolescentes há 8 anos. Líder e fundador do Programa Arte & Vida, projeto social que oferece cursos gratuitos para adolescentes carentes. Líder local do projeto Escola da Vida da Mocidade para Cristo que promove encontros e palestras para alunos, pais e professores. Capelão da Escola Estadual Sanico Teles.

Deixe seu comentário